terça-feira, 8 de março de 2011

primeiros-e-últimos-encontros

Vila Mariana. Te vejo na fila aguardando o ônibus. Venta pouco, mas mesmo assim seus cabelos parecem querer voar para longe. Seus olhos atentos ao livro de Garcia Marquez. Não consegui ler o título, não consegui ler seus olhos e fui embora.

-

Antes de anoitecer te pedi o isqueiro emprestado. Você, séria, procurou na bolsa e demorou um certo tempo para encontrá-lo, o que te deixou um pouco sem jeito. Eu olhei atenta para seu rosto sem traço algum – talvez por ser nova demais, já que cometia a ousadia de fumar um Marlboro vermelho – e sorri. Você não devolveu o gesto. Durante uns três minutos ficamos lá, próxima uma da outra pensando no que dizer – já que resolvi fumar aquele cigarro apenas para puxar uma conversa, imagina – mas o último trago foi dela. Quando me virei para perguntar algo, ela já havia desaparecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário