segunda-feira, 13 de junho de 2011

A lista dos pequenos grandes momentos da vida de holga

Holga sabia que a história de sua vida estava prestes a terminar.

Deitada em sua cama pegou seu caderno de couro marrom e, ao invés de finalizar o romance que estava escrevendo, decidiu listar os acontecimentos que deram vida a sua vida.

Aqueles seus olhos verdes brilhavam de maneira incomum naquela tarde de pouco sol, em que, recapitulando tudo o que aconteceu, ela assistia, como num vídeo editado, os melhores momentos de sua vida novamente diante de si. Holga estava feliz.

Não vou reescrever a lista inteira aqui, mas quero citar o primeiro item da lista:
“Dedico o primeiro lugar ao momento mais precioso da minha vida. Um momento particular e que, certamente, teve importância somente para mim. O que aconteceu antes e depois disso, minha memória fez questão de apagar. Enfim, o momento mais feliz da minha vida, o que, dessa forma, dispensa qualquer outra descrição, aconteceu no dia 29 de maio de 1952 numa festa. Uma festa pequena, de aniversário; mas Natasha, a garota que eu amava e amei todos os anos da minha vida estava lá.

Eu segurava o meu drinque e conversava com ela num bonito sofá. Não me recordo o tema da conversa, mas foi a melhor conversa de todas. Eu olhava fixamente para seus olhos azuis quando, de repente, deixei cair um pouco da minha bebida em seu vestido. Pedi desculpas. Ela apenas sorriu e disse que logo secaria. Natasha também olhava para os meus olhos um tanto tristes, um tanto envergonhados; ela disse para eu não me desculpar por aquilo, enquanto descabelava minha franja com seus dedos da cor do gelo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário