terça-feira, 15 de novembro de 2011

dezenove horas e alguns minutos


E o que devo fazer

se a única coisa que importa pra mim nessa vida é o recorte do telhado, dos galhos, das folhas, dos fio elétricos e suas linhas quase que exatas em que os pássaros pousam e o pôr-do-sol de encontro com a lua.

O que me importa é o encontro.
O desencontro.
Então não me acho
nesse pedaço
que encontrei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário