terça-feira, 22 de novembro de 2011

suas pernas

Gosto da luz baixa que ilumina suas pernas nuas. Gosto da sombra. Do contraste. Nem as toco; só para manter essa luminosidade intacta.

Na parede vejo também a sombra de sua mão esquerda que escreve no caderno que se apóia em suas pernas. Então volto a elas. São lindas.

Fixo meus olhos por mais alguns minutos somente na sua pele.

E desligo o abajur.

Nenhum comentário:

Postar um comentário