segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

tem dias

Que uma xícara de café ressuscita a boa vontade ou qualquer vontade;

Que um telefonema é capaz de apagar da memória tantos outros;

Que um sorriso nasce enquanto moedas são entregues na mão do jornaleiro em troca de uma revista aguardada;

Que um solo de trompete inspira a escrever um romance ou tentar;

Que os finais dos filmes de Jim Jarmusch fazem sentido;

E dias que não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário