segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

não chovia

Não chovia mais.
O que caíam do céu eram apenas algumas gotas.
Gotas atrasadas que aterrissavam solitárias.
Então saímos.
Você pedia para eu contar mais sobre o que eu sabia sobre aquela escritora.
Enquanto eu falava uma daquelas poucas gotas que surgiam do céu caiu na minha boca e antes de inconscientemente engoli-la
você me beijou e minha boca choveu
e a água levou embora todas as palavras que estavam na ponta da minha língua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário