sexta-feira, 11 de abril de 2014

amores de metrô - volume três

Tenho lido todos os títulos de seus livros nesses últimos dois anos em que pegamos o mesmo metrô quase todos os dias. Devo dizer que nunca cansei do seu bom gosto e o meu bom senso nunca permitiu que eu interrompesse a sua leitura para dizer oi.

E hoje de manhã vi uma aliança dourada no seu dedo anelar esquerdo que com a ajuda dos demais seguravam mais um de seus belos livros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário