quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

filme sem título

fico próxima a janela
próxima o bastante pro vapor da respiração encontrar o vidro
que do outro lado encontra a água em estado líquido
as gotas batem e viram riscos diagonais
as gotas caem à deriva
e o céu transpõe seu cinza para os olhos de quem assiste
e a cidade molhada parece um daqueles filmes gravados na década de 1940
em que a tempestade não apagava o neon nem o cigarro
sequer borrava os roteiros datilografados
a vida é frágil fora de um estúdio em hollywood
a água não

Nenhum comentário:

Postar um comentário